Antigos, genuínos e deliciosos produtos de criação portuguesa

"Lisboa dantes"

01 Fevereiro 2016

"Já não reconheço Lisboa, cada vez mais acordada. Não me esqueço da Lisboa dos anos 60 e 70: vazia, triste e taciturna. Esta semana visitei o alegríssimo Mercado da Ribeira inteligentemente gerada e gerida pela cada vez mais deliciosa revista Time Out Lisboa.

Lisboa era uma seca de uma cidade. Era linda mas só por ter sido sempre linda, desde o dia em que nasceu: Lisboa foi achada e mantida por ser tão deslumbrantemente (em atenção à luz e ao lume) bonita.
Agora vejo muitas áreas diferentes de Lisboa (que não são os bairros castrantes dos santos populares) cheias de turistas portugueses e estrangeiros, empenhados em divertir-se e, previsivelmente, divertindo-se.
Foi a Catarina Portas que salvou a nossa cidade e, com ela, todo o país. A Vida Portuguesa não é uma loja: é uma escola; uma atitude; um pôr-em-prática que afecta vidas verdadeiras.
A Vida Portuguesa é uma educação. Graças ao exemplo de Catarina Portas muitos outros lisboetas arranjaram coragem para se mostrarem. E todas as semanas os jornalistas da Time Out despertam-me um desejo absurdo de prazer.
Lisboa era uma cidade cinzenta sem salvação para quem a fotograva da rua. Não havia gente. Os turistas eram ricos e ficavam nos hotéis. Os segredos que havia eram poucos e desinteressantes. Confundia-se a paz com o tédio.
Claro que, sendo lisboeta, tenho saudades dessa Lisboa que já não existe. Sou até capaz de me pôr a chorar por causa dela. Mas gosto muito mais desta, menos minha."

Miguel Esteves Cardoso
Público

Cesto de Compras

Ainda não tem produtos no cesto de compras!