Antigos, genuínos e deliciosos produtos de criação portuguesa

0
Descarregar Guia de Presentes 20-21
PT / EN

Pesquisa

Chá Branco dos Açores | Companhia Portugueza do Chá

12.00
Adicionar à lista de desejos
Restam poucos items em stock!

É o acompanhamento perfeito para um prato ligeiro, uma sandes deliciosa, ou uma conserva.  Diz quem provou que é um par perfeito com carapaus em azeite, uma torrada com manteiga e mel ou até uns frutos do mar!

O chá branco faz parte da família de chás desenvolvidos na antiga China: desde a dinastia Ming que há registo da sua fabricação na província de Fujian mas terá sido apenas em 1920 que chegou finalmente à Europa, sempre tido como um produto raro e dispendioso.


Produzido em pequenas quantidades quando comparado com o Chá verde, por exemplo,  foi a variedade “peónia branca” (ou “pai mu tan” em chinês) que conquistou a Europa no início do século XX. O nome desta variedade vem do facto da folha de chá ser grande e de cor esbranquiçada como o de uma bela peónia de primavera.
Para fabricar um pai mu tan é preciso apanhar no jardim de chá, um rebento e duas pequenas e frescas folhas de primavera. É por isso que a colheita deste tipo de chá tem de ser feita em apenas um ou dois dias: à velocidade a que a planta se desenvolve nesta época do ano, o que hoje é um rebento, amanhã é já folha e a folha pequena rapidamente passa a ser uma folha crescida - sem tanto interesse para o fabrico do chá pois já
desenvolveu outra textura, mais fibrosa e menos tenra.

Foi este “Peónia Branca” que por iniciativa do Serviço de Desenvolvimento Agrário de São Miguel começou a ser produzido nos Açores, de forma experimental, num projecto piloto de criação de um Chá Branco dos Açores. Após algum tempo de experimentação, os frutos estão à vista.

O conhecimento científico adquirido como resultado desta experiência foi colocado ao serviço de todos os produtores do arquipélago que queiram produzir chá branco.

Quanto ao  chá branco efetivamente produzido é de qualidade excepcional e poder dá-lo a provar ao público é uma honra. Com excepção de alguns que ficaram na Ilha de São Miguel, A Vida Portuguesa e Companhia
Portugueza do Chá arremataram em leilão público todos os lotes restantes deste precioso chá, sendo as únicas a comercializá-lo em Portugal Continental.

As suas propriedades dietéticas deste chá são reputadas desde a antiguidade: rico em antioxidantes, esta variedade tem também propriedades desintoxicantes e hepatoprotetoras.

É um chá suave e delicado. A infusão de cor muito clara (quase transparente com reflexos cor cobre) e textura suave e sedosa tem um sabor doce e muito agradável ao palato.

As suas notas são florais mas também amadeiradas, fazendo lembrar o sabor das castanhas ou do pão torrado.

Modo de Preparação:

Usar uma água bem quente (85ºC) 
Deixar entre 4/5 minutos. 
Retirar sempre as folhas após o tempo indicado.

Conteúdo: 25 g.
Medidas: 7,5 x 11 cm.

Fornecedor: Companhia Portugueza do Chá, R. do Poço Dos Negros 105, 1200-342 Lisboa, Portugal
Embalado: Portugal 

Aviso sobre as nossas informações de produto