Portes grátis, acima de 50€ para Portugal Continental
0
PT / EN

Pesquisa

País de Abril - Uma Antologia

5.00
Adicionar à lista de desejos

Nesta antologia há muitos poemas que falam de Abril antes de Abril e de Maio antes de Maio, em Praça da Canção, editada em 1964, e em O Canto e as Armas, de 1967. Em O Canto e as Armas há, por exemplo, aqueles quatro versos de «Poemarma» que, decerto, anunciam o primeiro comunicado da Revolução:

«Que o poema seja microfone e fale uma noite destas de repente às três e tal para que a lua estoire e o sono estale e a gente acorde finalmente em Portugal». Mas, também, em «Lisboa perto e longe», a estrofe que canta, sete anos antes, Lisboa na rua, de cravo vermelho na mão, no Primeiro de Maio de 1974: «Lisboa tem um cravo em cada mão tem camisas que Abril desabotoa mas em Maio Lisboa é uma canção onde há versos que são cravos vermelhos Lisboa que ninguém verá de joelhos.»

Autor: Manuel Alegre
Edição: Dom Quixote
Páginas: 96
Dimensões: 16 x 21 x 7 cm.